Detectamos que o seu navegador está desatualizado. Para uma melhor visualização do conteúdo, recomendamos que baixe uma versão mais recente.

Menu

Notícia

Governo de Minas inicia pagamento de três parcelas da dívida com os municípios

Valor soma R$ 156 milhões, do Acordo do Fundo Estadual de Saúde, e depósitos devem ser concluídos até a primeira semana de março

Compartilhar notícia

  • ícone de compartilhamento

Governo de Minas anunciou, nesta quarta-feira (21/2), o pagamento de três parcelas da dívida com os municípios mineiros, num total de R$ 156 milhões, referentes ao Acordo do Fundo Estadual de Saúde. Os pagamentos a 839 municípios já foram iniciados e devem ser concluídos até a primeira semana de março.

"Essa iniciativa demonstra o compromisso do Estado em regularizar suas obrigações financeiras, garantindo o funcionamento adequado dos serviços de saúde", destaca o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti.

Os recursos serão transferidos aos Fundos Municipais de Saúde e são independentes da recomposição que os municípios terão para 2024.

“Esse repasse não apenas contribui para melhorar a saúde financeira dos municípios como ainda, de acordo com a Lei Complementar nº 171/2023, os recursos podem ser utilizados de forma flexível, aplicados em novos objetivos de acordo com as necessidades e realidades locais”, ressalta Baccheretti.

O valor total da dívida é de R$ 6,7 bilhões, dos quais, até dezembro de 2023, foram pagos R$ 1,65 bilhão do Acordo do Fundo Estadual. Desse montante, R$ 394 milhões foram desembolsados em 2021, R$ 659 milhões em 2022 e R$ 597 milhões em 2023.

Instituições filantrópicas

O Governo de Minas também está cumprindo em dia o pagamento da dívida com as instituições filantrópicas do estado. Até dezembro de 2023, foram repassados R$ 266,3 milhões a 191 hospitais filantrópicos mineiros.

A expectativa é de que, ainda em 2024, seja quitado o valor de R$ 197 milhões que segue pendente, antecipando para menos de um ano o pagamento que era previsto até 2030.

“As instituições filantrópicas, como a Santa Casa, são responsáveis por mais de 80% do atendimento aqui em Minas Gerais e são fundamentais para que o SUS aconteça com qualidade. Então é nosso compromisso resolver essa dificuldade histórica dos pagamentos relacionados à prestação de serviços para os hospitais”, destaca o secretário de Saúde.

Os valores do pagamento da dívida com as instituições filantrópicas foram retirados do Acordo do Fundo Estadual de Saúde feito com os municípios, o que permite maior flexibilidade no pagamento dos recursos.

Além do pagamento da dívida, Fábio Baccheretti também destaca que o Governo de Minas Gerais vem cumprindo mensalmente os valores repassados aos hospitais, por meio dos programas Valora Minas e Opera Mais, maior política de cirurgias eletivas da história do estado.

“Tudo isso é importante para melhorar o fluxo de caixa e a sobrevivência dos hospitais, especialmente aqueles que dependem de cada real para fechar suas contas e prestar assistência em todas as regiões mineiras. Estamos investindo cada vez mais, mas também pagando aquilo que está atrasado”, conclui o secretário de Estado de Saúde.

Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) fechou o ano de 2023 com a execução financeira de mais de R$ 9 bilhões, direcionados diretamente a ações e projetos com o objetivo de melhorar o atendimento e o acesso dos mineiros aos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), cumprindo o mínimo constitucional, com aplicação de mais de 12% da arrecadação total de impostos estaduais na saúde.

 

Fonte: Agência Minas

Últimas Notícias